04 julho 2006

Milagres

Do jarro de Baucis e Filémon o vinho não pára de jorrar, oferecendo repasto abundante aos deuses que acolhem na sua casa de pobres. Jesus opera a multiplicação dos pães, salvando da fome os necessitados. O Flautista de Hamelin atrai os ratos para o fundo do rio, limpando a cidade e exconjurando a peste. Em Portugal, o milagre safa a rainha de apuros conjugais...

Mas também neste país, Deuladeu Martins manda lançar o último pão do alto das ameias. Ilude o inimigo e liberta o seu povo do cerco, da fome e do domínio estrangeiro.

Milagre invertido, pão da coragem.